Generosidade e Reciclagem geram arranjos que emocionam

DSCN8284

Você sabe o que acontece com as flores utilizadas para decorar grandes eventos, como casamentos, quando eles terminam? Lixo. E o que acontece quando uma florista criativa une generosidade e reciclagem? Flor Gentil, esse é o nome do belíssimo projeto que participei no meu Desafio do Amor em Movimento em fevereiro.

Eu me apaixonei por esse projeto em 2011, mas só esse ano que fui lá conhecer. E foi uma experiência deliciosa e mega desestressante.

O projeto foi criado pela florista Helena Lunardelli que decidiu dar um novo final às lindas flores que embelezam os eventos por aí. Lunardelli percebeu que aquelas flores que antes eram descartadas em ótimo estado poderiam ser reaproveitadas e transformadas em pequenos arranjos para serem entregues em casas de repousos.

Eu e uma amiga, estivemos por lá no domingo 28/02. Chegamos por volta das 10h e ficamos até às 13h. Aprendemos a fazer a triagem das flores, separar as que estavam em bom estado das que não estavam. Essa parte é bem difícil no início, pois requer um pouco de desapego. Temos que descartar algumas flores que aparentemente estão boas. São flores que ainda estão bonitas, mas que em um dia estarão murchas. Dói no início, mas depois a gente acostuma.

 

DSCN8267

DSCN8278

DSCN8276

DSCN8272

Separamos por cor e tipos de flores. Na sequência começamos a montagem dos arranjos. Não existe um jeito certo de fazer. Podemos soltar a criatividade. Porém tem sempre um coordenador que ajuda, dá dicas para que seu arranjo fique com cara de profissional. Tem gente que vai e só fica na triagem, outros  preferem ficar só na criação dos arranjos. Eu gostei dos dois trabalhos. É uma terapia. Não requer muita habilidade manual, o que me deixou bastante à vontade. O clima estava animado e me senti bem acolhida no projeto. Acho isso uma parte importante do trabalho voluntário. Depois dessa etapa de montagem, decidimos acompanhar a equipe na visita a uma casa de repouso de senhoras em Pinheiros.

DSCN8294

DSCN8300

Nesse dia teve a filmagem para uma matéria sobre o projeto e eu acabei participando. Conversei com algumas senhoras muito simpáticas. A alegria delas em receber as flores me emocionou bastante. Mas consegui segurar as emoções. Isso é algo bem difícil pra mim (sou mega manteiga derretida). E algumas pessoas que participam do projeto me confidenciaram que ainda não participaram de uma visita, por conta do medo de como reagiriam, então preferem ficar nos bastidores, preparando os arranjos. O mais importante é não deixar os pensamentos tristes invadirem nossa mente. É tentar viver o momento e se entregar a uma conversa mais otimista e carinhosa. Para mim, funcionou. E acredito que conforme vamos praticando, vamos conseguindo trabalhar isso também.

flor2

O projeto que tem apoio do Yes Wedding conta com a ajuda dos doadores gentis: decoradores, floristas, empresas e pessoas físicas que doam as flores dos eventos que fazem.. Além de recolher as flores, criar novos arranjos e levar essa alegria aos idosos, o projeto ainda ajuda aqueles que não tem renda para decorar seu próprio casamento. Ah! E olha que bacana, o projeto ajuda até mesmo os voluntários que participam. Se você tem vontade de trabalhar como florista essa é uma ótima oportunidade de ajudar e ser ajudado. Os voluntários aprendem a fazer arranjos e após 20 horas de trabalho voluntário recebem um certificado de aptidão para que possam trabalhar como freelancer para as floriculturas e decoradores parceiros do projeto.  

Você também gosta de flores? Então, aparece por lá. O ideal é ser um voluntário assíduo, mas o projeto não exige isso. Vai quem quer, quando puder.

Quero ver todo mundo participando do Desafio do Amor em Movimento também, hein, gente?! Fez alguma boa ação, então coloca a #DesafioAmorEmMovimento =)

 

 

Comments

comments

Bookmark the permalink.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *