As lentes

Lentes do Coração – a primeira poesia

Trilha sugerida: Imagine- John Lennon*

il_570xN.563151447_hzn9

Enquanto o galo cantava, eu dormia e sonhava com o trecho de uma poesia. Não queria acordar, ainda não estava na hora do café. Mas no meu sonho, alguém me dizia: acorde e anote. Não teve jeito. Mal havia aberto os olhos e lá estava eu, com o celular em mãos, anotando o que lembrava. E aos poucos fui colocando minha alma, meu coração e meu olhar amoroso em alguns caracteres. E assim nascia a minha primeira poesia: Lentes do Coração. Coincidentemente, era o Dia da Poesia que eu nem sabia que existia. E não foi apenas por isso que se tornou o nome desse projeto. Essa poesia define a maneira que eu encaro a vida e retrata o mundo que um dia vamos conhecer.

Sempre fui uma sonhadora a imaginar como seria o mundo que cantava John Lennon.  Um belo dia resolvi me juntar a ele. Parei de falar, comecei a fazer e escrever para inspirar mais pessoas a acreditarem e vivenciarem esse mundo repleto de amor e de paz. Afinal, para ver o lado bom da vida, é preciso ser o lado bom da vida. É preciso alinhar corpo, mente, discurso e atitudes. Tudo vibrando na mesma sintonia. Com saúde, criatividade, colaboração, equilíbrio e amor. Assim, espero, através de minhas poesias, prosas, histórias e afins, compartilhar os caminhos de aperfeiçoamento que tenho percorrido, meus aprendizados, questionamentos, descobertas e dificuldades, incentivando outras pessoas a refletir, mudar suas atitudes e assim adquirir um olhar mais sensível sobre a vida.  É por isso que digo que para mudar o mundo é preciso ver velhas paisagens, através de novas lentes. As lentes do coração.

 

Lentes do coração

Passei a ver o mundo com outros olhos.

Com as lentes do coração.

Desde então tudo ficou mais bonito.

Vi o sol brilhar e nos energizar.

A natureza nos alegrar.

A vida ficou mais feliz.

As pessoas passaram a ser elas.

E mais belas.

Não havia mais medo.

As incertezas foram embora.

A ansiedade também.

O futuro não importava.

Pois havia certeza que amanhã seria melhor.

Havia fé e esperança.

Colaboração e união.

Havia apenas uma sintonia.

Era o amor e a paz.

Dentro de todos os corações.

Mais fácil de ver, entender e de tocar.

por Caroline Ehlke <3 =) 14/03/2013

 

 

4 Comments

  1. moça moça
    adorei teu primeiro poema
    vou acompanhar os demais
    acho q assim, passo a te conhecer melhor tb
    bj gde

  2. Romina Pardi Guelmann

    Lindo Carol! Muito bacana ver o seu olhar, sua delicadeza fazendo a diferença! Bjão

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *